Visita de estudo sobre as reformas dos Cuidados de Saúde Primários em Portugal para uma delegação da República da Moldávia

Lisboa, de 9 a 14 de outubro de 2017

Os Cuidados de Saúde Primários (CSP) de Portugal receberam a visita de uma Delegação da República da Moldávia entre os dias 9 e 14 de outubro de 2017 em Lisboa.

A visita foi uma atividade de cooperação entre a USF-AN (Associação Nacional de Unidadees de Saúde Familiar) e a Organização Mundial de Saúde (OMS). Esta atividade teve como objetivo conhecer a experiência da Reforma dos CSP e do Sistema Nacional de Saúde (SNS) Português, o contexto e sua história, seus dilemas, barreiras e, sobretudo, os elementos de sucesso. 

A visita de estudo priviligiou uma visão alargada da rede de CSP, possibilitando o contacto com diferentes Unidades Funcionais (UF), serviços e orgãos de gestão intermédios. Destacam-se as Unidades de Saúde Familiar (USF) Marginal, Fernão Ferro Mais e da Baixa, o ACeS e a Saúde Pública de Cascais, a URAP do ACeS de Almada-Seixal e as UCC “A Outra Margem” e Cascais Care, a ARS LVT e a ACSS.  

As sessões centraram-se em demonstrar a evolução dos indicadores da saúde do país após a implementação da Reforma, assim como em transmitir os aspectos chaves da tranformação e evolução para o modelo USF, a qual já serviu de inspiração também para outros países, como por exemplo o Brasil, na cidade do Rio de Janeiro.  

Os resultados nacionais (destacados recentemente em publicação do jornal Lancet[1] de setembro de 2017) surpreenderam a delegação que elogiou sobretudo a estrutura e modelo organizacional das USF, o sistema informático, o sistema de pagamento associado ao desempenho, a contratualização, o programa de internato médico, os processos assistenciais das unidades e as práticas clínicas desempenhadas pelos profissionais de saúde. 

A delegação Moldava contou com a presença de membros do Ministério da Saúde da República da Moldávia (entre os quais a equivalente ao Secretário de Estado e responsáveis regionais), representantes das associações profissionais, das universidades e dos seguros, assim como da OMS. 

A comitiva foi recebida por uma equipa coordenada por André Biscaia, que contou com o apoio de Patrícia Barbosa, António Pereira, Amanda Fehn e Geanina Scripcaru. Na tradução contámos com o apoio de Valentina Javgureanu. 

Para o sucesso desta iniciativa foi também fundamental a colaboração dos diversos coordenadores dos serviços e unidades visitadas.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register