Visita de estudo sobre as reformas dos Cuidados de Saúde Primários em Portugal para uma delegação da República da Moldávia

Lisboa, de 9 a 14 de outubro de 2017

Os Cuidados de Saúde Primários (CSP) de Portugal receberam a visita de uma Delegação da República da Moldávia entre os dias 9 e 14 de outubro de 2017 em Lisboa.

A visita foi uma atividade de cooperação entre a USF-AN (Associação Nacional de Unidadees de Saúde Familiar) e a Organização Mundial de Saúde (OMS). Esta atividade teve como objetivo conhecer a experiência da Reforma dos CSP e do Sistema Nacional de Saúde (SNS) Português, o contexto e sua história, seus dilemas, barreiras e, sobretudo, os elementos de sucesso. 

A visita de estudo priviligiou uma visão alargada da rede de CSP, possibilitando o contacto com diferentes Unidades Funcionais (UF), serviços e orgãos de gestão intermédios. Destacam-se as Unidades de Saúde Familiar (USF) Marginal, Fernão Ferro Mais e da Baixa, o ACeS e a Saúde Pública de Cascais, a URAP do ACeS de Almada-Seixal e as UCC “A Outra Margem” e Cascais Care, a ARS LVT e a ACSS.  

As sessões centraram-se em demonstrar a evolução dos indicadores da saúde do país após a implementação da Reforma, assim como em transmitir os aspectos chaves da tranformação e evolução para o modelo USF, a qual já serviu de inspiração também para outros países, como por exemplo o Brasil, na cidade do Rio de Janeiro.  

Os resultados nacionais (destacados recentemente em publicação do jornal Lancet[1] de setembro de 2017) surpreenderam a delegação que elogiou sobretudo a estrutura e modelo organizacional das USF, o sistema informático, o sistema de pagamento associado ao desempenho, a contratualização, o programa de internato médico, os processos assistenciais das unidades e as práticas clínicas desempenhadas pelos profissionais de saúde. 

A delegação Moldava contou com a presença de membros do Ministério da Saúde da República da Moldávia (entre os quais a equivalente ao Secretário de Estado e responsáveis regionais), representantes das associações profissionais, das universidades e dos seguros, assim como da OMS. 

A comitiva foi recebida por uma equipa coordenada por André Biscaia, que contou com o apoio de Patrícia Barbosa, António Pereira, Amanda Fehn e Geanina Scripcaru. Na tradução contámos com o apoio de Valentina Javgureanu. 

Para o sucesso desta iniciativa foi também fundamental a colaboração dos diversos coordenadores dos serviços e unidades visitadas.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!