USF-AN junta profissionais das USF para manifestar desagrado com Ministérios da Saúde e Finanças – Falta de informação pública sobre o Estudo de Avaliação

No dia 31 de julho, a USF-AN concentrou profissionais de várias USF demonstrando o descontentamento dos mesmos relativamente aos atrasos provocados pelos Ministérios da Saúde e das Finanças no processo de transição para USF de modelo B, nomeadamente na falta de informação pública sobre a avaliação favorável do modelo de indicadores, incentivos e resultados associados às USF Mod B. A manifestação decorreu junto às instalações da USF da Baixa contando com a presença de vários meios de comunicação social do país.

Após vários alertas feitos à Senhora Ministra da Saúde e Senhora Secretária de Estado da Saúde sobre o não cumprimento dos pontos números 3 e 4 do Despacho n.º 1174-B/2019, de 1 de fevereiro, que definem que, após avaliação favorável das USF modelo B, 20 USF modelo A poderão transitar para modelo B, durante o último trimestre de 2019, continuamos a não ter conhecimento dos resultados ou do relatório desse referido estudo.

O citado Despacho, afirma ainda que essa avaliação incide sobre indicadores, incentivos e resultados associados às USF modelo B e que esta deveria estar concluída e devidamente homologada pelos Ministérios da Saúde e Finanças até ao final do primeiro semestre do presente ano.

O Ministério da Saúde, ao ter conhecimento da nossa concentração, afirmou que recebeu “dentro do prazo, tal como previsto no n.º 4 do despacho n.º 1174-B/2019”, o estudo conduzido em conjunto pela Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) e pela Estrutura de Missão para a Sustentabilidade do Programa Orçamental da Saúde, que “se encontra em apreciação dado a sua complexidade técnica”.

Perante estas afirmações, questionámo-nos pelo motivo desta demora que desencadeia sentimentos de desmotivação nos profissionais, incentivando o descrédito na organização, desempenho e discriminação positiva deste modelo de prestação de cuidados.

Ao mesmo tempo, lamentamos que a USF-AN não tenha sido chamada a dar contributos para o referido relatório do estudo de avaliação.

A USF-AN continuará atenta e promoverá as medidas e iniciativas que se afigurem necessárias à mais célere publicação do relatório do estudo de indicadores, incentivos e resultados associados às USF modelo B.

Não temos dúvidas de que as USF de modelo B representam mais ganhos em saúde para o país e, por isso, não compactuamos com ações que tentem desacreditar ou impedir a evolução e proliferação deste modelo.

A Direção

**Replicação na Imprensa

Observador

Público

Público

Notícias ao minuto

Sapo Notícias

Jornal da uma TVI (dia 31 julho)

RTP 3 (3 às 14, 15’11”)

SIC (Jornal da noite)

TVI 24

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!