UF Sentinela – mais informação para melhor governação clínica

A USF-AN continua empenhada no desenvolvimento das estratégias que contribuam para um melhor aproveitamento da informação estratégica produzida ao nível dos cuidados de saúde primários. O uso apropriado da informação certa no momento certo é de vital importância e as organizações da saúde que desenvolvem estruturas vocacionadas para gerir os dados, a informação e o conhecimento, criam cada vez mais valor, definem melhores políticas e estratégias e contribuem para uma melhor gestão da saúde das populações.

É o caso do projeto “UF Sentinela”, um dispositivo de monitorização, vigilância e apoio à decisão em unidades funcionais dos CSP, que entra agora na sua 2ª fase de operacionalização. De acordo com o cronograma do projeto, esta 2ª fase teve início em junho, logo após a sua apresentação pública no 5º Encontro Nacional de USF e estender-se-á até dezembro, altura em que deverão ficar concluídos todos os testes necessários para a correta extração e tratamento dos dados e da informação a partir das fontes (unidades funcionais), assim como acontecerá com a plataforma de candidatura ao estatuto “sentinela” a ser disponibilizada a todas as equipas que voluntariamente decidam aderir. Este projeto, que prevê a recolha e tratamento de informação com mais valias para a investigação, para a vigilância epidemiológica e para a governação clínica das unidades funcionais, será colocado à disposição das unidades sentinela assente em quatro grandes princípios: a ética clínica e proteção dos dados, o voluntarismo das equipas, os requisitos técnicos e formação adequada e finalmente o compromisso pela autenticidade e pelos prazos acordados.

A rede UF Sentinela funcionará permanentemente em torno de um núcleo de governança da informação – “CSP Pensador” – que coloca a tónica no uso da informação e não apenas na sua produção. Aquele será portanto responsável por refletir continuamente na informação sobre saúde com elementos compatíveis, interligados e de fácil acesso que dê não só informação sobre as características do Sistema de Saúde, a sua interação com a sociedade e os seus resultados, mas também informação contextual sobre o meio envolvente global e local que permita compreender esses mesmos resultados e identificar novas oportunidades.

O projeto UF Sentinela será apresentado aos parceiros europeus já nos próximos dias 9 e 10 de setembro, na conferência do European Forum for Primary Care que decorrerá em Istambul, e marcará também presença na International Conference on Health and Social Care Information Systems and Technologies, que terá lugar em Lisboa de 23 a 25 de outubro. O lançamento público das candidaturas ao estatuto Sentinela está previsto para o primeiro dia de 2014.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register