Posição USF-AN: por um sistema de informação em saúde centrado na pessoa

06.junho.2022

Conseguir a instalação de uma arquitetura integrada e coerente do sistema de informação em saúde (SIS), centrada no cidadão e facilitador da atividade dos profissionais e a publicação do modelo de governação do SIS têm de ser dos grandes objetivos da atual legislatura.

Por essa razão a USF-AN tem reunido a vários níveis com os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde – SPMS. Este é um documento-síntese do que consideramos prioritário.

A existência de um processo clínico único eletrónico por cada pessoa e que a acompanha em todo o seu percurso no SNS e setor convencionado ou social deverá ser a peça central desta arquitetura integrada e coerente do SIS

A parametrização com campos obrigatórios do correio eletrónico em utilização pelos profissionais para facilitar a comunicação com os utentes, permitindo uma série de automatismos com geração de tarefas sem intervenção adicional dos profissionais, poderá poupar horas de trabalho às unidades.

Devem ser melhorados os procedimentos (automatismos e inteligência artificial) para gestão de escalas, férias, ausências e monitorização de indicadores, contratualização e acreditação, agilizando a gestão intermédia das unidades.

Deve ser, igualmente, assegurado mais apoio técnico, nomeadamente na área da informática, às unidades funcionais.

A gestão do receituário crónico pode ser repensada e otimizar os processos com mais envolvimento das farmácias na comunidade.

Deve ser feita, ainda, a promoção da plataforma BI-CSP como ferramenta de apoio e gestão do conhecimento, com a possibilidade de albergar sites profissionais e uniformizados para todas as unidades funcionais dos ACES.

Portugal tem, em muitos aspetos, um SIS do futuro, mas a que falta, em muitos casos, operacionalização, divulgação e capacitação dos utilizadores.

Portanto, partilhamos a visão que o Ministério da Saúde quer ver implementada para os SIS, centrando-a na pessoa, mas é necessário garantir a sua efetiva operacionalização e uma calendarização pública da sua implementação depois de auscultados os diversos atores e nas diversas regiões do País.

A USF-AN está convicta de que com a implementação destas e outras medidas que são apresentadas no seu documento “SISTEMA DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE CENTRADO NA PESSOA” (consultar aqui), será possível otimizar as atividades dos profissionais do SNS, libertando tempo para mais consultas e maior cobertura assistencial.

A Direção

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register