USF-AN visita USF do Covelo

No passado dia 24 de maio, o Presidente e o Tesoureiro da Direção, Diogo Urjais e Mário Rua, respetivamente, visitaram a USF do Covelo.

A deslocação a esta USF foi solicitada pela sua Coordenadora, Cristina Bacelar, e teve como principal objetivo esclarecer algumas questões relacionadas com o processo de candidatura e passagem a USF modelo B, processo no qual esta equipa se encontra.

A USF do Covelo é uma USF de modelo A, com candidatura a B desde 2015, tendo já nesta fase parecer técnico aprovado pela respetiva ERA, datado de março de 2019.

A reunião contou com a presença de grande parte dos profissionais da USF, tendo a coordenadora manifestado a frustração de toda a equipa relativamente ao seu processo de passagem a modelo B. Sentem-se pouco reconhecidos pelo excelente trabalho que apresentam (visível no BI CSP) e pela constatação de que a sua candidatura apresenta uma data de PT aprovada que a coloca abaixo de outras USF que iniciaram o processo de candidatura mais tarde.

Esta diferença pode colocar em causa a sua passagem a modelo B, de acordo com o Despacho nº1174-B/2019, que exige uma avaliação favorável do modelo de indicadores, incentivos e resultados associados às USF do modelo B, devido às quotas estabelecidas, contra as quais a USF-AN se tem manifestado. Isto aumenta a desilusão da equipa relativamente a este processo, quando diariamente lutam para demonstrar um desempenho que satisfaça não apenas os profissionais como os seus utentes.

A USF-AN sabe que esta frustração é, infelizmente, transversal a muitas USF modelo A que cumprem criteriosamente todos os pressupostos necessários para evoluírem no seu modelo, tal como consta no seu PT aprovado, esbarrando apenas na imposição de quotas e na obrigatoriedade de prestar sempre provas, situações que vão provocando, anualmente, uma grande desmotivação às equipas.

Tudo faremos junto do poder político para inverter esta situação que não reconhece o esforço que estes profissionais desenvolvem no seu dia a dia para melhorar a saúde das suas populações, que os reconhecem, tal como demonstrado nos resultados de satisfação dos utentes.

Tem sido sistematicamente demonstrado que as USF B são o modelo que melhor responde às necessidades do cidadão, tal como de certeza ficará provado em mais um estudo que será conduzido em conjunto pela ACSS e pela EMSPOS, a concluir até final do primeiro semestre, devidamente homologado pelos membros do Governo da área da Saúde e das Finanças. Se assim for, uma vez mais a USF-AN irá defender e reforçar a ideia de que devem ser eliminadas as quotas para USF de modelo B.

Este objetivo é encarado pela USF-AN como um pilar estruturante para a concretização da verdadeira Reforma dos CSP. Aliado a isso, é clara a necessidade de “Reinventar o Centro de Saúde”, na medida em que é necessário estimular a criação, manutenção e desenvolvimento da rede de cuidados de proximidade partilhada e participada pelas UF do mesmo CS, suportada e apoiada pelas gestões intermédias no que diz respeito ao acompanhamento, disponibilidade e colaboração necessária para a sua evolução e maturidade organizacional que permite uma melhor prestação de cuidados a realizar à sua população.

Sobre o processo de candidatura a USF modelo B, apesar da USF-AN ser contra as quotas na passagem das USF modelo A a modelo B, defenderemos sempre um processo claro e com a máxima transparência a nível nacional.

Continuaremos, portanto, a tomar as diligências adequadas para promover a clareza e equidade do mesmo, focando-se sempre no verdadeiro objetivo que será o fim de quotas para USF de modelo B.

Saudamos a equipa da USF do Covelo e agradecemos a receção!

A Direção

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register

Unidades de Saúde Familiar - Associação Nacional