USF-AN participa na sessão “Desafios do SNS e a sua História“ – Fundação para a Saúde

A USF- AN esteve presente na sessão “Desafios do SNS e a sua História“, um evento organizado pela Fundação para a Saúde – Serviço Nacional de Saúde, no dia 18 de julho, pelas 17h30, no Auditório Coriolano Ferreira da Escola Nacional de Saúde Pública, em Lisboa, representada pela vogal de direção Manuela Castanheira. Esta iniciativa pública, assinalou o início das Comemorações do 40º aniversário do Serviço Nacional de Saúde pela Fundação para a Saúde – SNS e foi palco para o lançamento do livro “Serviço Nacional de Saúde – Breve Interpretação e Bases para a sua Transformação“. A sessão de abertura contou com a presença de Marta Temido (Ministra da Saúde), José Aranda da Silva (Presidente C.A. Fundação SNS), Maria de Belém Roseira (ex-Ministra da Saúde) e João Pereira (Diretor ENSP-NOVA).

Ao longo da sessão de abertura foi consensual a ideia de que o SNS deve ser reorganizado. Marta Temido referiu que as alterações demográficas, epidemiológicas, económicas e sociais em Portugal, obrigam a repensar o SNS, não esquecendo que “as expectativas das pessoas são hoje muito diferentes e as pessoas são mais exigentes”. Acrescenta também que “os males do SNS têm a ver com o tempo de espera, com o investimento em infraestruturas e a desmotivação dos profissionais”. Outro desafio passa pela permanência dos profissionais no SNS, impondo-se uma transformação do SNS mais focada nos utentes e profissionais de saúde.

A implementação de uma cultura de responsabilização dos dirigentes e a necessidade de repensar o financiamento da saúde, em que se propõem planos plurianuais para o SNS, modos de pagamento associados a resultados em saúde e donativos cívicos, foram estratégias destacadas como fundamentais por Aranda da Silva.

O livro, apresentado por Victor Ramos, com contributos de várias personalidades ligadas à saúde, conta a história do SNS e pretende ser o ponto de partida para uma reflexão nacional sobre três grandes eixos para o desenvolvimento do SNS e que serviram de base para o debate moderado por Patrícia Barbosa e Maria Augusta Sousa:

1 – O SNS como instrumento para o desenvolvimento e a coesão social.

2 – As  pessoas: cidadãos e profissionais.  

3 – Identidade, governação e mudanças na organização do SNS para garantir melhores respostas.

Pedro Simões Coelho refletiu sobre a evolução da sustentabilidade do SNS, tendo por base o “Índice de Sustentabilidade da Saúde em Portugal” (estudos da NOVA IMS), e deixou claro o impacto positivo do SNS no desenvolvimento e coesão social.

Sofia Crisóstomo, da “Plataforma MAIS PARTICIPAÇÃO melhor saúde”, defendeu a necessidade do envolvimento dos cidadãos e da importância da sua mobilização como peça fundamental na defesa do SNS, património de todos.

Lucília Nunes (ESS – Instituto Politécnico de Setúbal) defendeu que devem ser seis as áreas de intervenção no que aos profissionais de saúde diz respeito:

  • a formação, ou não fosse o SNS uma escola de excelência;
  • a identidade e o clima organizacional- Marca SNS;
  • o profundo sentido ético do SNS – os seus princípios, valores e finalidades;
  • a importância de valorizar, reconhecer e motivar os profissionais;
  • o planeamento;
  • e o envolvimento com profissionais de outras áreas (nomeadamente professores, investigadores).

César Madureira (ISCTE – IUL) iniciou a sua apresentação com as questões “A quem interessa o SNS? Que modelo de SNS queremos – que identidade, objetivos e caraterísticas? E como deve o estado organizar e gerir o modelo escolhido?” Refletiu sobre os princípios da reforma e terminou relembrando o aniversário da morte de João Semedo.

Na sessão de encerramento foi dirigido o convite à participação nacional com contributos via formulário que em breve ficará disponível no site da Fundação para a Saúde.

Até ao final do ano, a Fundação para a Saúde espera apresentar um conjunto de propostas concretas nas diferentes áreas elencadas para cada eixo no livro, em que são necessárias mudanças e será realizado um novo debate alargado a 18 de outubro sobre o SNS. A USF-AN estará presente.

Manuela Castanheira

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!