Tomada de Posse da Senhora Bastonária e membros dos Órgãos Nacionais

No passado dia 14 de março, no Centro Cultural de Belém, a Vogal da Direção, Sara Caldas, participou na Tomada de Posse da Senhora Bastonária e membros dos Órgãos Nacionais.

Esta sessão contou com a presença da Senhora Ministra da Saúde, Marta Temido

Esta sessão iniciou com um discurso do Dr. Jorge Nuno de Oliveira, Presidente da Mesa da Assembleia Geral da OF, que saudou a reeleita bastonária da Ordem dos Farmacêuticos. Focou igualmente que os farmacêuticos têm sabido ser diferentes, sendo o seu foco os doentes, e estando sempre ao lado dos portugueses, tendo um enorme proximidade.

Destacou a atenção e compreensão dos decisores e dirigentes políticos, no entanto, realça igualmente que os farmacêuticos deveriam ser melhor aproveitados dadas as suas competências e saberes.

Seguiu-se o discurso da Senhora Bastonária reeleita, Prof. Dr.ª Ana Paula Martins.

Esta começou por agradecer a todos os farmacêuticos pela maior adesão às votações (cerca de 30% do total votaram) sendo o dobro das eleições anteriores.

Afirmou que o seu mandato vai ser pautado pelos interesses coletivos, e que os individuais jamais serão sobrepostos ao bem comum dos portugueses. Assume existirem mais deveres que direitos e a necessidade de convergir com interesse público. A Bastonária considera que para cada problema há uma solução e numa base de confiança e lealdade saberão trabalhar com o Governo – “Saúde para todos”. Considera que em diálogo farão o caminho que tem que ser feito, sendo um dos seus objetivos combater o problema da desigualdade para melhorar os indicadores.

Para este mandato, a Ordem dos Farmacêuticos assumiu algumas ideias que reforçam e renovam o compromisso com os portugueses:

  1. Redesenhar novo acordo para os atos farmacêuticos, verbalizaram que estão em desacordo com a existência das farmácias de venda ao público nos hospitais, assim como o fácil acesso ao medicamento;
  2. Desvalorizar o medicamento promove distorções enormes no sistema e verifica-se que há doentes em muitas farmácias sem medicamentos essenciais;
  3. Banalizamos a venda de medicamento até em bombas de gasolina junto do tabaco e bebidas alcoólicas, o que para os farmacêuticos constitui uma enorme preocupação;
  4. Voltar a ter a economia em conjunto ao cluster da saúde e pretendem manter o diálogo de confiança com o Governo;
  5. Enfoque na formação dos mais jovens. Os jovens farmacêuticos são a geração mais qualificada e são empreendedores, globais e adaptativos;
  6. A Ministra da Saúde definiu claramente desde o início uma relação de confiança e lealdade para com os farmacêuticos e de dar mais saúde à saúde. Os deveres à frente dos direitos.
  7. Segundo e último mandato da Sr.ª Bastonária em que vai primar pelo entendimento com todas as forças políticas, assente na razão, afetos e determinação.

“Servir Portugal será a nossa viagem nos próximos três anos”, foi o lema com que terminou o seu discurso.

Seguindo-se a intervenção da Senhora Ministra da Saúde, e começando por saudar a Senhora Bastonária por mais um mandato, esta reforça a importância do papel das ordens profissionais, no que devem ter como principal objetivo o interesse público regulado e disciplinado pelo Estado.

A Sr.ª Ministra admitiu que tem a certeza que tais associações públicas estão melhor capacitadas para assumir o papel do Estado na sua regulação, onde as defesas dos interesses gerais estão presentes. O Estado está a optar por uma devolução de interesses públicos e confia que estas entidades não devem perder a sua visão.

Segundo Marta Temido, no ano em que se comemora os 40 anos do SNS, não deve deixar passar-se que os farmacêuticos têm um papel preponderante. São um excelente exemplo do setor privado na resposta pública à população. Têm políticas de proximidade sobretudo nas farmácias comunitárias, dando como exemplo a situação da troca de seringas.

Melhor saúde para os portugueses deverá ser o principal objetivo, no qual o papel que os farmacêuticos têm no apoio à decisão política na área do medicamento é preponderante.

“Melhor saúde para todos. Ética, rigor e competência. E tal como a Sr.ª Bastonária referiu, transformar o mundo para melhor.”, foram as palavras com que Marta Temido encerrou a sua intervenção.

**Pode assistir à sessão aqui.

**Consulte as fotos aqui.

A Direção

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register

Unidades de Saúde Familiar - Associação Nacional