Posição USF-AN: Regulamento da fase 1 do VAI

A USF-AN foi contactada pela Senhora Secretária de Estado da Saúde, com o objetivo de recolher contributos para o Regulamento da fase 1 do VAI (Via de Acesso Integrada).

Os contributos foram enviados a 24 de abril de 2019, focando-se essencialmente:

  1. Defendemos a necessidade absoluta de se centrar o desenvolvimento do Sistema de Informação na História Clínica do cidadão e não em novas aplicações ou novos documentos digitais.
  2. Quando existe interoperabilidade entre processos clínicos das USF/UCSP e dos Serviços Hospitalares, a referenciação não deve conter informação fora do processo clínico dos CSP ou dos Hospitais, ou seja, não deve existir qualquer formulário para preencher, devendo ser os médicos hospitalares a consultar o processo clínico dos médicos de MGF ou vice-versa.
  3. Transitoriamente, em situações que não existe interoperabilidade nos serviços Hospitalares (ex. a maioria dos serviços dos ex. HUC do CHUC), é colocada na plataforma eletrónica “RSE Referenciação” a informação clínica devida.

Centrar cada vez mais o desenvolvimento do SI numa história clínica única e partilhada entre todos os prestadores é o caminho. Não é o caminho o desenvolvimento de mais aplicações e/ou formulário avulsos e a perpetuação da burocratização das profissões. Devemos passar a trabalhar na análise de processos contínuos como único garante do atingimento de resultados.

Pode consultar o Ofício enviado.

A Direção

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register

Unidades de Saúde Familiar - Associação Nacional